Meteorologia indígena


Meteorologia indígena

Aproxima-se o inverno.

Os notáveis da tribo vão ao Cacique se esclarecer:
– Grande Chefe, já começamos a catar lenha, mas o inverno este ano será rigoroso ou ameno?
O Cacique, nascido e criado em tempos modernos, não aprendera com seus ancestrais os milenares segredos da Meteorologia. Entretanto, não podia e nem queria demonstrar insegurança.
Olhou para o céu por algum tempo, elevou e estendeu as mãos, sentiu o rumo dos ventos e, em tom sereno, profético e firme anunciou:
– Teremos um inverno muito forte !!!      É bom catar muita lenha !!!
Na semana seguinte, preocupado com o chute, telefonou para o Serviço Nacional de Meteorologia e ouviu a resposta:
– Sim… O inverno deste ano será muito frio !!!
Sentiu-se, então, mais aliviado e seguro.   Novamente aconselhou todo seu povo:
– O melhor que se faz é catar muita lenha…    O inverno será muito rigoroso !!!
Dois dias depois, ligou novamente para o Serviço Nacional de Meteorologia e não deu outra:
– Sim… As evidências apontam este ano como de inverno muito rigoroso !!!
Dirigiu-se novamente a seu povo:
– Teremos um inverno muito rigoroso. Catem todo pedaço de lenha que encontrarem. Temos que aproveitar até os gravetos.
Na semana seguinte, ainda um pouquinho inseguro, ligou para o Serviço de Meteorologia outra vez:
– Vocês têm certeza de que teremos um inverno tão rigoroso assim, como estão afirmando há dias ???
– Sem a menor dúvida !!!    – Respondeu o meteorologista de plantão:   – Este ano teremos um frio muito, mas muito intenso mesmo, fora das médias tradicionais…
– E o que leva o homem branco a ter tamanha certeza ???
– Meu amigo, este ano os índios estão catando lenha pra cacete !!!!!!!!

Anúncios

Escola Modelo …


Jacques Wagner e seu Secretário de Educação, visitam uma escola-modelo, da propaganda da Bahia.

Numa sala de aula do ensino fundamental, cheia de jornalistas, a ensaiada “cumpanhêra” professora, com ambição a uma futura boa colocação,pergunta aos alunos:

– Onde existem as melhores escolas do mundo? – NA BAHIA!!! – Respondem todos.

Onde existem os melhores livros escolares do mundo? – NA BAHIA!!! – Respondem.

– E onde há os melhores recreios do mundo? – NA BAHIA!!! – Respondem mais uma vez.

E onde existem as melhores cantinas, que servem os melhores almoços, com boas sobremesas? – NAS ESCOLAS DA BAHIA!!!

A professora ainda insaciada, continua:

– Onde é que vivem as crianças mais felizes do mundo? – NA BAHIA!!! – Respondem os alunos com a lição bem estudada.
Os tradutores iam informando a comitiva estrangeira, que abanava a cabeça, cética.
Nisto, uma aluna nova, no fundo da sala, começa a chorar.Com as televisões transmitindo ao vivo, Wagner, para impressionar os convidados e jornalistas, ajeita-se diante das câmeras e resolve acudir à menina perguntando-lhe:
– Que tem, minha menina?
Responde a menina, soluçando:
 – QUERO IR PARA A BAHIA!!!!!!!…

O Sogro


O Sogro

O tipo chega com sua amante a um motel e encontra lá o carro do seu sogro estacionado.

Indignado com a leviandade do sogro, resolveu aplicar-lhe uma lição.

Rouba-lhe o rádio de carro e ainda faz alguns riscos na lataria.

No dia seguinte vai visitar o sogro, que se mostra muito enraivecido.

– Está triste, sogro? Aconteceu alguma coisa? Porque está tão bravo?

Ao que o sogro esclarece:

Como é que não vou estar bravo? Emprestei o meu carro para a descuidada da sua mulher ir à igreja e não é que lhe roubaram o rádio e ainda lhe riscaram a lataria !???

O PAPA E OS TRÊS GAUCHOS


O PAPA E OS TRÊS GAUCHOS

Em visita ao litoral do Rio Grande do Sul, o Papa foi levado à praia do Albatroz onde presenciou uma cena impressionante.

Algumas pessoas gritavam, desesperadas, apontando para o mar.

Forçando a vista, Sua Santidade pode ver um jovem, vestido com a camisa da seleção Argentina, lutando desesperadamente contra o ataque de um tubarão!

O pânico era geral, mas três homens se aproximaram da água.

Um arremessou um arpão que acertou no corpo do tubarão; o segundo arrancou o jovem ensanguentado de sua enorme boca, enquanto o terceiro abatia a feroz criatura com vigorosas cacetadas.

Depois de levar o Argentino inconsciente até a areia, os três sujeitos arrastaram o tubarão até as proximidades de uma camionete e colocaram na caçamba.

Ainda cansados, os gaúchos foram levados até as proximidades do Papa-móvel.

O Papa, visivelmente emocionado, lhes dirigiu uma benção especial.

– Caríssimos irmãos do Rio Grande: a cena que hoje presenciei me ensinou muito acerca da grandeza dos homens, filhos de Deus. Sem considerar a rivalidade que existe entre os brasileiros e argentinos, um gesto nobre, superior e heróico, levou estes abnegados rio-grandenses a salvar um irmão das garras da morte.
É um grande exemplo para a busca da paz entre os homens, sempre em conflito!

O Papa se despediu, emocionado, e, enquanto o Papa-móvel se afastava, um dos gaúchos perguntou aos outros:

– Escuta, tchê, quem é este velhote?

– Bah, guri! Deixa de ser ignorante, tchê, este é o Papa, o santo padre, o cara que fala direto com o Homem lá de cima! Ele tem a sabedoria divina.

– Sabedoria divina ele pode ter, tchê, mas não entende nada de pesca de tubarão.

– Cadê a isca?

– Fugiu de novo?

Da próxima vez vamos amarrar o argentino com arame, é mais seguro.

Marido quase perfeito


Marido quase perfeito
O marido liga para casa no meio da tarde:
– Oi, minha rainha! Como está o teu dia?
– Tudo ótimo.
– Que bom! E as crianças estão bem?
– Brincando sem parar, não se preocupe.
– Ótimo, perfeito! Elas já almoçaram? Se alimentaram bem?
– Sim! Comeram muito bem! Já fizeram o tema de casa e agora estão brincando.
– Que bom! E me conta, minha linda, o que vai ter no jantar hoje?
– O seu prato preferido e já coloquei a cerveja na geladeira…
– Uau! Bife à milanesa e cerveja! Por isso que eu te adoro tanto!
Bom…está tudo tranqüilo em casa, então?
– Fique tranqüilo que está tudo bem.
– Ah, mais uma coisinha: você promete que, hoje à noite, colocará aquele babydoll preto prá mim?
– Faço tudo para te agradar… E não vou esquecer o perfume que você mais gosta.
– Mesmo? Obrigado meu tesão! É por isso te amo tanto…
– Sei, sei…
– Daqui a pouco te vejo, tá meu amor?
– Vou ficar esperando ansiosa…
– Agora me chama a patroa aí, tá?

DOUTORADO EM ESTRATÉGIA…


DOUTORADO EM ESTRATÉGIA…
Zezão parou o caminhão na frente da loja do Seu Kaled e falou:
– Seu Kaled, tem aqui um caminhão de arroz sem nota pela metade do preço, o senhor aceita?
– Claro que Kaled aceita – e vira-se para o filho.
– Kaledinho, vai bra esquina e se abarecer fiscal vem corendo avisar babai.
Começam a descarregar e, no meio, aparece Kaledinho:
– Babai!… Fiscal vem vindo!!!
– Bára tudo e volta caregar – grita Kaled.
Chega o fiscal:
– Venda grande não é seu Kaled?
– Ôh ôh, melhor venda do ano que Kaled feiz…
– E isso aí tem nota?
– Ainda num tem nota borquê Kaled está esberando carega bra ver quanto mercadoria cabe na caminhon… daí, Kaled tira nota.
– Não pode! diz o fiscal. A nota fiscal tem de ser emitida antes de carregar!
– Ah!…. Antão bára tudo, que Kaled non qué brobrema com receita!…
– Volta, volta, descarega tudo caminhón e guarda lá dentro do loja.

Órfão de pai e mãe


Órfão de pai e mãe
Maria, no leito de morte, decidiu confidenciar ao Manoel:
– Manoel, sabes que o nosso filho mais velho não é teu filho?’
Manoel, muito tranqüilo, responde:
– Maria, isto não tem problema algum…
Maria, muito intrigada com toda a calma do Manoel, indaga-lhe:
– Escuta ó Manoel!! Vê se entendes! Estou a dizer-te que o filho não é teu!
Ó homem de Deus!!’
E Manoel novamente responde: ‘Pois, pois… eu entendi, ó Maria.
– Ai, Jisus!! Por que raios então tu não estás azoado e ficas tão
tranqüilo?!?!’
Finalmente, Manoel responde:
– Pois. Sabes ó Maria, que este filho não é também teu filho?
Maria rebate:
– Como não é meu, ó homem de Deus? Se eu carreguei o infeliz na minha
barriga por nove meses?!
– Maria, lembra-te quando tu estavas na maternidade e me pediste para
trocar o menino, porque ele estava todo cagado? Pois baim… eu o troquei
por um limpinho que estava ao lado.