Guia da saúde e beleza dos cabelos


Guia da saúde e beleza dos cabelos
Não há mulher que não se preocupe com seus cabelos. O corte, a cor, o volume, o brilho. Toda mulher eventualmente sente necessidade de mudar o visual quando muda de emprego, de casa, de marido, de namorado ou até mesmo, de humor. Leia as matérias abaixo e aprenda a cuidar dos seus fios

Guia da saúde e beleza dos cabelos

Anúncios

Ode à permanente digital


Ode à permanente digital

Na contramão da tendência apresentada nas passarelas de cabelos totalmente chapados, as ondas como as de Gisele Bündchen continuam fazendo sucesso. Para quem nasceu com fios extremamente lisos e sonha com ondas naturais, a nova permanente digital promete agradar em cheio.

Apresentada no Tampopo Hair, em São Paulo, pelo cabeleireiro japonês Luy Matsunaga, a novidade dá volume e um leve ondulado, enquanto a técnica antiga promovia cachos bem definidos e modelados. “Ou seja, os métodos se diferenciam justamente pela naturalidade oferecida”, explica Matsunaga.

A nova permanente também é menos agressiva, uma vez que a química fica em ação nos fios menos tempo. “Quando os bigudinhos são colocados, o produto de ondulação já foi retirado. Logo, a química que estava no cabelo para de agir e começa o processo de memorização das ondas nos fios. Sendo assim, basta finalizar com a mão e secador de vento suave, pois os cachos já estão memorizados e sem frizz. O equipamento digital conectado aos bigudinhos vai aquecer o cabelo, formando cachos mais abertos e naturais”, explica Yurico Terada, hairstylist do Tampopo.

Efeito bem natural
Além de menos agressivo e com efeito mais natural, a permanente digital oferece uma boa durabilidade. Yurico comenta que o efeito ondulado dura em média seis meses. “A nova técnica também é recomendada para quem tem pouco cabelo ou pouco volume. No entanto, não é muito indicada para cabelos curtos, pois não deixa com o mesmo efeito encaracolado e natural como nos cabelos médios e longos”, finaliza.

Serviço
Tampopo Hair
Tels.: (11) 3061-0353/ 3061-2628

Da Latta Serviços Editoriais
Especial para o Terra

Dez atitudes que fortalecem seu cabelo e previnem a queda dos fios


Dez atitudes que fortalecem seu cabelo e previnem a queda dos fios

Até a alimentação interfere na aparência dos cabelos

por Minha Vida
Usar o xampu certo, cuidar do couro cabeludo, evitar o estresse, escolher a escova certa, praticar mais exercícios são alguns dos hábitos que fortalecem os cabelos e previnem a queda dos fios. Aprenda a seguir como ter as madeixas mais saudáveis e bonitas

1) Manter os cabelos sempre limpos: Os cabelos não caem porque estamos lavando o couro cabeludo, e sim porque estão programados para cair, independente do banho. “Quando deixamos de lavar para evitar a percepção de queda dos fios durante o banho, acabamos deixando o couro cabeludo sujo por mais tempo e esta sujeira poderá favorecer e agravar a queda de cabelos”, diz o dermatologista Ademir Jr.

2) Usar a escova errada: Ela também pode danificar os fios, deixando aquele aspecto de cabelos quebrados. “As escovas com pinos que apresentam bolinhas de massagem na ponta protegem o couro cabeludo e oferecem mais leveza na hora de desembaraçar”, afirma o cabeleireiro da Condor, Gennaro Preite.

3) Reduzir seu estresse: Estudos mostram que uma boa parte das pessoas que reclama de queda capilar apresenta ou apresentou algum tipo de estresse que pode ter sido causador da queda capilar.

4) Fazer exercícios físicos: “A pratica de atividades físicas libera endorfinas que diminuem o estresse e consequentemente a queda de cabelos”, explica o dermatologista Ademir Jr.

5) Não prender os fios molhados: fazer isso uma vez ou outra não tem problema nenhum. Mas achar que vai domar o volume dos fios dando um bom nó em volta deles é assinar um atestado de raiva permanente. “Manter o couro cabeludo molhado por muito tempo faz juntar fungos e criar caspa, além de enfraquecer a raiz e provocar a queda” , afirma o afirma o cabeleireiro Paulo César Schettini. Usar um leave-in e evitar o vento enquanto a cabeça não seca são medidas suficientes para evitar o cabelo armado demais.

6) Ficar atento ao couro cabeludo: Boa parte dos pacientes que chega à nossa clínica queixando-se de queda capilar relata que apresenta ou apresentou situações de caspa ou descamação, feridas, dor e coceira de couro cabeludo.

7) Evitar o álcool e o fumo: A ingestão de álcool provoca aumento da produção de radicais livres no nosso corpo. Radicais livres promovem inflamação em alguns tecidos, incluindo a pele do couro cabeludo. Toda inflamação poderá promover aumento da queda de cabelos. Além disto, o álcool, sozinho, desgasta o organismo já que exige de nosso corpo um esforço maior para metabolização o etanol. O desgaste do metabolismo é um dos fatores que podem levar à queda capilar. Cuidado também com o tabagismo. É provado cientificamente que o fumo, por produzir radicais livres em nosso corpo facilita a queda capilar.

8) Ficar longe da ansiedade: Cabelos não se recuperam da noite para o dia. Ficar olhando no espelho desesperadamente à procura de fios novos não ajuda em nada. Para piorar, a ansiedade agirá como o estresse, aumentando a queda capilar.

9) Cuidar da alimentação: A alimentação é essencial para fortalecer os fios e para estimular o crescimento deles. Alguns nutrientes específicos como os minerais (zinco, selênio, cálcio, silício e ferro), além das vitaminas (E, C e do complexo B), proteínas e grão integrais. “As propriedades desses nutrientes funcionam em cosméticos, mas seu maior benefício está quando estão presentes nos alimentos consumidos” , diz o dermatologista Marelo Bellini.

10) Passar chapinha no cabelo molhado: a gravidade é tanta que dá para sentir os efeitos na mesma hora. Os fios são profundamente agredidos. Além de queimados, eles se quebram. O único jeito de consertar é cortando , alerta Paulo Schettini. Antes de usar a prancha, seque bem os cabelos. Nem úmidos eles podem estar.