Anjo do Dia 24 de Janeiro de 2012


Anjo do Dia 24 de Janeiro de 2012
LEUVIAH

O Anjo: Este anjo ajuda a obter a graça de Deus e atua sobre a memória e a inteligência.

Influência: Quem nasce sob esta influência é amável, jovial, modesto em suas palavras e simples em sua maneira de ser. Suportará todas as adversidades com paciência e resignação, pois sabe que isto é uma forma de evolução material e espiritual. Extremamente curioso, estará sempre disposto a aprender e passar cada experiência realizada. Terá refinamento cultural e amará a música, a poesia e as artes em geral. Terá proteção angelical contra os adversários, contra aqueles que tentarem prejudicá-lo ou que usarem seu nome impropriamente. Esta proteção é como uma grande muralha de luz etérica, invisível aos olhos das pessoas comuns. Terá completo domínio sobre os acontecimentos de sua vida. Alcançará a graça de Deus quando permanecer firme e decidido na luta por seus ideais.
Profissionalmente: Poderá obter sucesso em atividades relativas à arqueologia, museus e na conservação da memória do passado através de arquivos e livros. Como hobby poderá trabalhar com a fabricação de objetos para entrar em contato com os anjos ou com manuais para desenvolver e fortificar a memória.

Anjo Contrário: Domina a imoralidade, o desgosto, as perdas, o deboche e o desespero. A pessoa sob a influência deste anjo contrário poderá utilizar objetos de uso pessoal para fazer trabalhos de “amarração”, feitiços e patuás. Estará contra as leis morais e sociais e interpretará de maneira maldosa os textos arcaicos e/ou sagrados. Poderá ter uma visão apocalíptica do mundo.

Categoria: Tronos
Príncipe: Tsaphkiel
Protege os dias: 07/04 – 19/06 – 31/08 – 12/11 – 24/01
Número de sorte: 12
Mês de mudança: dezembro
Carta do tarô: O enforcado
Está presente na Terra: de 6:00 às 6:20 da manhã
Salmo: 39

Salmo 39

Para ter sucesso em concursos públicos, vestibulares ou seleção para empregos.

1 Disse eu: Guardarei os meus caminhos para não pecar com a minha língua; guardarei a minha boca com uma mordaça, enquanto o ímpio estiver diante de mim.
2 Com silêncio fiquei qual um mundo; calava-me mesmo acerca do bem; mas a minha dor se agravou.
3 Encandeceu-se dentro de mim o meu coração; enquanto eu meditava acendeu-se o fogo; então com a minha língua, dizendo;
4 Faze-me conhecer, ó Senhor, o meu fim, e qual a medida dos meus dias, para que eu saiba quão frágil sou.
5 Eis que mediste os meus dias a palmos; o tempo da minha vida é como que nada diante de ti. Na verdade, todo homem, por mais firme que esteja, é totalmente vaidade.
6 Na verdade, todo homem anda qual uma sombra; na verdade, em vão se inquieta, amontoa riquezas, e não sabe quem as levará.
7 Agora, pois, Senhor, que espero eu? a minha esperança está em ti.
8 Livra-me de todas as minhas transgressões; não me faças o opróbrio do insensato.
9 Emudecido estou, não abro a minha boca; pois tu és que agiste,
10 Tira de sobre mim o teu flagelo; estou desfalecido pelo golpe da tua mão.
11 Quando com repreensões castigas o homem por causa da iniqüidade, destruís, como traça, o que ele tem de precioso; na verdade todo homem é vaidade.
12 Ouve, Senhor, a minha oração, e inclina os teus ouvidos ao meu clamor; não te cales perante as minhas lágrimas, porque sou para contigo como um estranho, um peregrino como todos os meus pais.
13 Desvia de mim o teu olhar, para que eu tome alento, antes que me vá e não exista mais.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s