Santo do Dia 7 de Janeiro


Santo do Dia 7 de Janeiro
Santo Luciano da Antioquia

Santo Luciano da Antioquia
235-312

Luciano chamado da Antioquia nasceu em 235 e deve seu grande renome ao fato de ter sido o iniciador da doutrina herética conhecida como arianismo, que tão profundamente abalou toda a cristandade dos primeiros séculos. Aliás, diga-se que os arianos se chamaram inicialmente de “lucianistas”. Doutrina a qual Luciano se retratou lavando com o sangue do seu próprio martírio o inicial equívoco, levado às últimas conseqüências pelo herege Ário, que lhe doou o nome definitivo. Assim temos em Santo Luciano um sacerdote sírio que foi martirizado no século IV, mais precisamente no ano 312, na Nicomedia, Turquia.

Nascido em Samósata, cidade do norte da Síria que serve de passagem para Jerusalém, de pais cristãos, ficou órfão aos doze anos de idade. Para conservar e reforçar a fé recebida da família na infância se retirou para a cidade de Edessa, também na Síria, aonde vivia em grande austeridade, dedicando-se aos estudos teológicos das Sagradas Escrituras, tendo o famoso mestre Macário como diretor. Uma vez formado, ordenou-se sacerdote exercendo todo o seu apostolado na Antioquia, Turquia.

Luciano era muito apegado aos estudos e tinha grande formação literária ocupando o posto de um dos homens mais versados da Igreja. Ele fundou uma escola de catequese que, na época, só encontrava equivalente na respeitadíssima escola egípcia de Alexandria, que já comemorava meio século de implantação.

Essa escola formou dezenas de personagens famosos na História da Igreja, entre eles vários bispos, teólogos e escritores católicos. Foi nesta época que suas obras teóricas começaram a despertar a ira do bispo Paulo de Samosata, dando início à intensa polêmica que mexeu com a Igreja. O tal bispo ainda sustentava a heresia ariana a qual afirmava ser Cristo “inferior a Deus” e não consubstancial a Ele. Era a doutrina que Luciano iniciara, mas, ao se perceber errado, a combatia com intensidade, veemência e vigor. Conseguiu vencer o bispo Paulo que foi destituído e afastado do Cristianismo, passando-se para o lado do herege Ário.

Luciano continuou cada vez com mais vigor sua obra evangelizadora, tendo também que enfrentar as perseguições impostas contra os cristãos, pelo imperador Maximiano. O tirano decidira liquidar primeiro com Luciano, por entende-lo como uma fonte de liderança poderosa de manutenção da fé cristã, daquela época. Ele acabou preso permanecendo algemado durante sete anos. Mesmo nessa condição, para confortar os companheiros de prisão, celebrava a Santa Missa deitado no chão usando o próprio peito como altar.

Depois, o então imperador, Maximino Daia, percebeu que não conseguiria fazê-lo renegar sua fé, por isso mandou que fosse submetido a uma série de bárbaros suplícios. Chegou a ficar quinze dias sem alimento algum e, mesmo assim, se recusou a ingerir carne de animais imolados em nome dos deuses pagãos. Finalmente, foi executado a fio de espada, tendo sido seu corpo lançado ao mar. A tradição diz que ele foi recuperado graças a um golfinho que o transportou do local do martírio para Helenópolis, na Ásia Menor.

Mas a verdade é que Santa Helena, mãe do rei Constantino era muito devota de Santo Luciano, o qual citava com freqüência ao filho, que ainda não havia se convertido. Constantino que a amava muito, durante o seu reinado, mandou que as relíquias do Santo fossem transladadas para Helenópolis, cidade natal de sua querida mãe. Depois ele mesmo, em 337, escolheu a sepultura do Santo para ser o local do seu batizado, oficializando sua conversão e de todo o seu reino. Esse ato propagou ainda mais o culto de Santo Luciano, tanto no Oriente como no Ocidente.

Santo Luciano entretanto teve um outro precedente importante, conhecido como Luciano de Somosata, que viveu entre 125 e 192, sendo um importante filósofo e jurista grego, também fundador de uma escola, só que em Atenas, falecendo como funcionário no Egito. Por essas semelhanças ele e sua exuberante obra filosófica e literária, notadamente satírica, foram confundidos com a trajetória do Santo oriundo dessa localidade, principalmente nos primeiros séculos. Este é o motivo pelo qual Santo Luciano é chamada da Antioquia.

Oração para São Luciano

Meu querido São Luciano, amigo e protetor, que me emprestaste o charmoso nome, do qual tenho o maior orgulho; venho aqui te pedir alguma ajuda, por estar realmente precisando e, sabendo de sua lealdade para com todos os seus protegidos e, também, certo de ser atendido, já vou logo agradecendo, com meu coração cheio de felicidade. Para começar, me livra das pessoas muito certinhas, donas do mundo e da verdade, com quem não dá para fazer nenhuma curva na conversa. Me deixa mesmo longe delas, porque sou mineiro e gosto de trocar idéias, aprender com tudo e jogar conversa fora, sem o compromisso de estar, numa linha reta, convicto do que penso e falo. Eu só acho e dou minha opinião, quando sou solicitado. Depois, me livra dos chatos! Daqueles que cobram horários, posturas e que vivem sobre rígidos sistemas. Já não estou mesmo, há muito tempo, sendo uma boa companhia para esses tipos. Me mantenha também distante de todo e qualquer conflito, principalmente das mulheres bravas e nervosas, aquelas que só conseguem ver no homem alguma coisa a ser contestada e, se não for pedir muito, em se tratando de mulheres, me deixe sempre perto das boas amigas e de uma eterna e encantadora namorada. Me ajude, meu querido Santo, a ser um cara no mínimo agradável, simples e descomplicado, pois não tenho mais muito tempo para construir uma imagem melhor do que esta que, com muita dedicação (e apesar dos atropelos), consegui formar. Já passei dos 50 e, na pretensão de viver até os 100, estou mais para o fim do meu tempo; por isso desejo aproveitá-lo para ser amigo, me dedicar a boas conversas, escutar boas músicas, ver bons filmes e ser carinhoso com todos, principalmente comigo. Não me deixe ficar muito velho… falo aqui de incapacidades e enfermidades severas (Deus e o Senhor me livrem, por caridade!!!). Se perceberes que não dou mais conta de exercer funções vitais, aquelas principais, não hesite em encerrar minha permanência e fazer chegar minha hora, porém, o faça da forma mais serena e linda possível, para que meus amigos tenham de mim uma boa e poética lembrança. Entretanto, a continuar da forma como me sinto, melhor a cada dia (obrigado, meu Santo e fiel amigo!!!), me deixe chegar ao final do tempo pretendido, com a Vossa proteção. Nunca me deixe faltar os bons amigos, os que são, além de bons, sinceros e honestos com nossa amizade. E também me faça sempre um bom amigo para todos eles. Que não nos falte a boa conversa (de preferência na cozinha), a cerveja gelada e o vinho tinto seco de boa qualidade… enfim, que não nos falte o prazer na vida e a motivação para não querer ir embora. E para finalizar, São Luciano, peço que me ajude sempre (de acordo com meu merecimento) a encontrar boas soluções para as pequenas e grandes questões que eu tenha a responder para a vida, se possível bem rapidinho, porque a fila anda! Me ajude a manter minha serenidade, meu charme e minha inteligência, pois é basicamente dela que vivo. E conserve principalmente minha saúde, para que eu possa levantar da minha cama todos os dias e caminhar livre, tendo pelo menos uns três ou quatro bons motivos para viver meu dia, realizar algo de bom para alguém, fazer melhor a minha vida e honrar o meu nome, que é igualzinho ao seu.
Então, se tudo isto for mesmo possível, que assim seja!
Amém!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s