Quem é você? Especialista fala da importância do autoconhecimento e como colocá-lo em prática


Quem é você?
Especialista fala da importância do autoconhecimento e como colocá-lo em prática

Há muito e muitos anos, a célebre frase “Conhece-te a ti mesmo” já orientava a filosofia de Sócrates. E até hoje, retrata a importância do autoconhecimento. Saber o que mostramos ou não para as pessoas à nossa volta é importante, pois nos ajuda a administrar melhor as nossas reações e relacionamentos. E as pessoas mais velhas levam vantagem, já que tiveram mais tempo com elas mesmas para desenvolver sua autopercepção. Basta saber se são mesmo aquilo que pensam que são.
Quem você realmente é? Segundo o consultor em Gestão de Pessoas e especialista em treinamentos e consultorias In Company Eduardo Ferraz, “autoconhecimento é a habilidade de saber e entender quais são os seus pontos fortes, as suas qualidades e talentos, e administrá-los a seu favor. Assim como entender quais são os seus pontos fracos e investir para que eles sejam atenuados. Quando o indivíduo tem uma percepção realista sobre as suas características de personalidade, ele tem o livre arbítrio de utilizá-las da melhor maneira. Isso significa que as decisões de sua vida serão tomadas baseadas em dados palpáveis, minimizando o risco de erros”.
Para mudar a maneira como as outras pessoas nos veem, a primeira coisa que deve ser mudada é a nossa autopercepção. “Para tentar justificar nosso modo de ser, criamos um filtro mental, uma realidade paralela, que faz com que a maioria das pessoas desenvolva uma autoimagem diferente da realidade. Pouco se muda sobre a imagem que as pessoas têm de nós se a nossa própria percepção não mudar. Você continuará fazendo as mesmas atividades do mesmo modo como antes, e as pessoas continuarão julgando você da mesma maneira”, argumenta Eduardo.
E nesse ponto, a idade pode ser uma boa vantagem. Por diversos fatores, as pessoas maduras têm uma autopercepção melhor do que as que são mais jovens. “As pessoas mais velhas tiveram a oportunidade de, com o tempo, aprender com os próprios erros. Porém, se eles se conhecessem mais, por meio da Janela de Johari, por exemplo, os erros seriam menores”, explica Eduardo.
Existe, no entanto, uma maneira simples de diminuir a distorção entre suas percepções e as dos outros sobre você. Eduardo explica que a Janela de Johari foi criada por dois psicólogos em 1955 e “o grande objetivo de usá-la é aumentar seu autoconhecimento para saber quais são os seus verdadeiros talentos e usá-los a seu favor. A ideia é aumentar a ARENA, posicionar-se de uma maneira mais transparente e saber interpretar, de maneira construtiva, a opinião dos outros a seu respeito”.
O consultor Eduardo Ferraz explica como usar a Janela de Johari a favor do seu autoconhecimento:

Arena: nesta janela se encontram os comportamentos conhecidos por você e por aqueles com quem você convive. Todos deveriam aumentar sua arena, pois os pontos fortes ficam mais evidentes e acabam sendo valorizados. Os pontos fracos também ficam explícitos, dando-lhe a oportunidade de ajustá-los ou aceitá-los melhor.

Mancha cega: aqui a pessoa não percebe o impacto (positivo ou negativo) que os seus comportamentos causam, mas quem convive com ela percebe imediatamente. Para diminuir essa janela, você precisa aceitar feedbacks e analisá-los como caminho para se conhecer melhor. Reconhecer uma crítica não significa mudar a personalidade, e sim entendê-la melhor.

Fachada: são os comportamentos que, pelos mais diversos motivos, a pessoa conhece, mas não quer que os outros conheçam. É na fachada que está a intenção de controlar os outros. Mas, atenção: jogar muito tempo na fachada é um péssimo negócio, as pessoas podem não ter tempo para esperar que suas verdadeiras atitudes sejam mostradas.

Desconhecido: representa fatores da personalidade que a pessoa não tem consciência e que os outros a sua volta também desconhecem. É o quadrante das motivações inconscientes.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s