Quando a caspa e a queda atingem as crianças


Quando a caspa e a queda atingem as crianças

Assim como a pele, o cabelo tem características diferentes em cada faixa etária. E isso acontece por conta da interferência dos hormônios. As crianças, por exemplo, têm fios mais finos, pois ainda não entraram no período de produção hormonal.

Não à toa, os cuidados com eles devem ser diferentes dos adultos. Inclusive, o ideal é que durante a infância se use apenas produtos capilares específicos para meninos e meninas.

Tudo isso, no entanto, está muito longe de significar que os pequenos não podem sofrer com os mesmos problemas dos adultos. Segundo a médica Isabel Martinez, membro da Sociedade Internacional de Dermatologia, os pequeninos também têm caspa e queda de fios. “A caspa pode atingir qualquer idade, desde a infância até a idade adulta. E isso é assim com a queda capilar também, já que as causas para a queda de cabelo na infância são diversas, podendo ser desde falta de ferro e vitaminas até doenças sistêmicas, que são as deflagradas por problemas emocionais. E dependendo do grau, ela pode sem ficar careca”, diz Isabel.

Cuide dos pequenos
Quando se fala em tratamentos, dependendo do caso da dermatite seborréica, ela pode até se curar sozinha. “A caspa que ocorre na infância forma o que chamamos de coroa e ela se cura sozinha. Mas, com a orientação do pediatra ou dermatologista, é possível diminuir a descamação e cascas locais. Aplica-se um óleo indicado pelo médico com um pente bem fino e com delicadeza para remover as cascas do couro cabeludo do bebê”, diz a doutora Isabel.

Para os casos em que as crianças e adolescentes, além da caspa, apresentam vermelhidão e descamação, os remédios entram em ação. “Quando a criança ou adolescente apresenta leve vermelhidão e descamação, devemos usar remédios à base de antiinflamatórios ou antifúngicos. Por isso, é muito importante a orientação do seu médico. Sem contar que é essencial fazer o diagnóstico, uma vez que a dermatite seborréica se parece com algumas outras doenças que têm tratamentos diferentes”. Ressalta a dermatologista.

Se a criança está perdendo cabelo, a primeira medida a ser tomada é procurar um especialista. “O mais importante é ir ao seu dermatologista para saber o porquê do cabelo estar caindo. Somente depois é que se pode fazer o tratamento”, diz Isabel, que ressalta: “os problemas que afetam os cabelos das crianças são variados e vão desde a caspa e a queda até a presença de fungos na cabeça. A melhor maneira de evitar é com o uso de produtos para crianças e uma boa alimentação. Também é legal estimular a mãe a procurar um dermatologista ou conversar com o seu pediatra. Além disso, não é demais lembrar que a queda, quando é causada por doença genética, deve ser controlada desde cedo, pois não tem cura e, quanto mais tempo passa, mais difícil fica reverter o que perdeu”, finaliza.

Serviço
Dra. Isabel Martinez – Clínica Martinez
Tel.: (11) 5093-8688 / 2478-4372

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s