Véspera – Luciana Santos Souza


Véspera

Às vezes a chuva cai…
E cai plácida ou tempestuosa,
Numa demonstração lúcida
Que até as coisas mais altas
Acabam caindo um dia Mas se for sonho!
Sublimam-se,
E como chuva
Vão recompor as nuvens,
Na certeza que um sonho
Não acaba, apenas recomeça!
Nem um ser humano vive apenas o instante…
Se de sonho se compõe
Compara-se ao rio
Que corre na esperança
De desaguar no mar
E se deságua…
Não foi porque seu percurso
Foi vazio, sem obstáculos,
Ou muito menos por que lutou sozinho,
Pois um rio não seria um rio
Sem suas margens!
Assim como não sou nada sem vocês…
Diletos amigos!

Luciana Santos Souza
Juazeiro – BA – por correio eletrônico

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s