Dia do miojo: prato ganha versões que chegam a R$ 69


Dia do miojo: prato ganha versões que chegam a R$ 69
Danielle Barg
No Dia do Miojo, veja versões diferentes do alimento pelas mãos de renomadas chefs da capital paulista
Bruno Rondinelli/Divulgação

Em apenas três minutos, uma refeição está pronta – fica até difícil acreditar que algo tão simples, como um saquinho de miojo, possa se transformar em um prato refinado. Pois as chefs dos restaurantes paulistanos Carlota, Capim Santo e Boa Bistrô provam que isso é possível: em comemoração ao Dia do Miojo, nesta quinta-feira (25), elas criaram versões exclusivas do prato, cada uma com seu toque especial.
Tatiana Szeles, do Boa Bistrô, é autora do Miojo com com coxinha de frango e quiabo (R$ 28) e acredita que o macarrão, que completa 53 anos, remete aos conceitos de conforto e praticidade. “Quando penso em um miojo elaborado, me dá vontade de algo acolhedor, com ingredientes, texturas e cores que buscam esse prazer de comidinha da alma. Então, nada melhor do que uma coxinha de frango, que é um ingrediente de referência para todos, e o quiabo, para dar uma textura macia e crocante ao mesmo tempo, além de uma linda apresentação”, afirma.

No Capim Santo, o prato ganha ares mais refinados pelas mãos da chef Morena Leite. O “Miojo de lagosta ao perfume de limão-cravo” sai por R$ 69. No Carlota, o prato “Miojo com camarões, aspargos, cogumelo erinji e molho thai aromático” (foto) custa R$ 55, uma criação da chef Carla Pernambuco. Os pratos serão servidos somente no almoço e jantar dos restaurantes nesta quinta-feira (25).

Era uma vez uma fila de gente faminta…
Em 1958, logo após a 2ª Guerra Mundial, o japonês Momofuku Ando começou a observar as longas filas que se formavam para a compra de comida durante o período de racionamento. Foi pensando nisso que ele criou um macarrão que fica pronto em apenas três minutos – a ideia ganhou o mundo e chegou ao Brasil em 1965.

Com o sucesso, Ando fundou a Nissin Food Products, uma das maiores fabricantes de miojo do mundo. De acordo com Alessandra Elias, gerente de marketing da empresa, o dia 25 de agosto marca oficialmente a invenção do macarrão instantâneo. “No Japão, sempre são feitas comemorações e ações promocionais alusivas à data”.

Ela afirma que a categoria de macarrão instantâneo registrou, em 2010, um volume de vendas em torno de 180 mil toneladas, segundo a Associação Brasileira de Massas Alimentícias (ABIMA), sendo que o sabor “galinha caipira” é líder entre as preferências.

Alessandra também afirma que o macarrão instantâneo foi considerado a maior invenção japonesa do século XX, segundo uma pesquisa feita no ano de 2000. O alimento saiu na frente de símbolos emblemáticos do Japão, como o karaokê, que ficou em segundo lugar da lista. “Na cidade de Ikeda, próximo a Osaka, existe o Instant Ramen Museum, que foi fundando também por Momofuku Ando, detalhando todos os detalhes da sua criação”, ela conta.

De acordo com Alessandra, na fábrica brasileira a data já é comemorada há 20 anos. “Este ano resolvemos realmente oficializar a data, com a colaboração de três renomadas chefs.”

Veja receitas exclusivas de miojo criadas por chefs de SP

Serviço
Carlota
Rua Sergipe, 753, Higienópolis. Tel.: (11) 3661-8670

Capim Santo
Alameda Ministro Rocha Azevedo, 471, Jardins. Tel.: (11) 3068-8486

Boa Bistrô
Rua Padre João Manuel, 950, Jardins. Tel.: (11) 3082-5709

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s